terça-feira, 8 de setembro de 2009

Você ainda se pergunta 110v ou 220v ? qual o mais econômico?

Uma grande quantidade de pessoas, algumas até com formação técnica e/ ou universitária, sai repetindo que os aparelhos 220V são mais econômicos do que os 110V.


Isso é uma idéia equivocada, proveniente da não compreensão de alguns conceitos elétricos. E pode levar a alguns consumidores a sair trocando seus aparelhos, gastando desnecessariamente um dinheiro que demorará muito a ser pago.

Daremos uma explicação para isso evitando entrar em detalhes físicos.

A primeira coisa que temos que ter em mente é nossa conta de luz é cobrada em Watts e não em Amperes (A) ou em tensão (V).

Mas então como é calculado o nosso consumo em Watts?

Simples, de uma maneira muito simplificada, multiplicando a tensão ("voltagem) pela corrente (amperagem):


110 V x 7 A = 770 W

Se o aparelho ficar ligado uma hora direto então ele terá consumido 0,77 kWh .


Uma coisa a se mencionar é que a corrente ("amperagem") no 220V é sempre a metade do 110V. Ou seja um aparelho de 220 V consumirá:

220 V X 3,5 A = 770 W

Ou seja os mesmos 0,77 kWh que seriam cobrados na conta caso o aparelho fosse 110V.


Na verdade os aparelhos de 220V consomem um pouco menos porque podem trabalhar com uma fiação mais fina devido a menor corrente ("amperagem") que utilizam.

Mas essa diferença de consumo é tão pequena que demoraria algumas dezenas de anos, para um consumidor obter retorno trocando um ar-condicionado 110V por outro 220V.

Usar aparelhos 220V é o ideal caso estejamos contruindo um novo imóvel pois poderemos economizar na fiação, devido ao menor diâmetro dela, ou então caso fosse necessário comprar um aparelho novo, de qualquer maneira. Nunca para substituir um 110V apenas por esse motivo.

--------------------------------------------------------------------------------
Explicação técnica

1) E=R.I^2.dt
onde

E=energia dissipada no condutor em Wh

R=Resistência elétrica do condutor em ohm

I= corrente elétrica em A

dt= intervalo de tempo em h

e

2) R=p.l/S

onde


p= resistividade caracteristica do material do condutor

l= comprimento do circuito

S= seção transversal do condutor

Assim
de 2 em 1:

E=p.l/S.I^2.dt

podemos perceber facilmente que para dois condutores de mesmas dimensões e materiais aquele que estiver alimentando o circuito com menor corrente terá menores perdas.

Ora, sabemos que

I=P/V
onde:

P = potência do aparelho

V= tensão do circuito

Assim para uma mesma potência de aparelhos aquele submetido a uma maior tensão terá menores perdas pois I será menor. (Até aí isso já estava concluído aqui mas sem essa argumentação teórica).


Mas o custo de um circuito é composto de:

CT=CI+CO
onde:

CT= Custo Total

CI= Custo Inicial

CO= Custo de Operação

O CI será o mesmo para condutores de bitolas iguais (e no caso não houve nem mesmo a troca deles na instalação!) mas o CO poderá ser calculado por:


3) CO=I^2.R.n.H.e

onde:

n= número de condutores carregados

H= número de horas de operação

e= Custo da energia

Novamente podemos notar que aqueles condutores com menores correntes tem menores custos o que colabora com a afirmação de que equipamentos em 220V gastam menos (na verdade gasta-se menos na construção para se efetuar uma instalação elétrica ("Condutores, fios") para 220V).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário